Usina Belo Monte

07/07/2012 16:26

Informaçoes da Belo Monte

(Usina Hidrelétrica Belo Monte, que está sendo construída pela empresa Norte Energia no rio Xingu, sudeste do Pará.)

- Opção Hidroelétrica: Belo Monte vira referencia como fonte de energias renováveis. Visando todas as fontes energéticas disponíveis para a geração de energia elétrica, a hidroeletricidade é considerada a que oferece condições mais favoráveis para ao crescimento socioeconômico (tanto atualmente como para os próximos anos), em termos de custo (competitividade econômica), viabilidade ambiental, quantidade de emissões de gases do efeito estufa, entre outros.

- Crescimento da Demanda: A construção da UHE Belo Monte se insere na necessidade de aproveitar o demanda hidroelétrica oferecida pelo rio Xingu, permitindo converter esta em ferramenta para o desenvolvimento da região e do Brasil inteiro (já que esta demanda vem crescendo significamente no país).

- Dados da UHE Belo Monte

* Segundo dados, a implantação da hidroelétrica de Belo Monte virá ter energia suficiente para abastecer 40% do consumo residencial de todo o país.

* O custo do investimento para construção da usina será de R$ 19 bilhões, de acordo com cálculos da Empresa de Pesquisa Energética – EPE, sendo firmados contratos de 30 anos de duração.

* A área de inundação foi reduzida em 60% em comparação com o projeto inicial: a título de comparação, enquanto a média nacional de área alagada é de 0,49 km² por MW instalado, a Usina de Belo Monte deverá contar com uma relação de apenas 0,04 km² por MW instalado.

* A construção do empreendimento vai gerar quase 20 mil empregos diretos e inúmeros empregos indiretos na região. A compensação financeira para os municípios atingidos será de aproximadamente 200 milhões de reais por ano.

 

Situações dos índios que ali vivem..

Segundo engenheiros, foi-se tomado cuidados de não inundar terras indígenas. "O Estudo de Impacto Ambiental de Belo Monte previne a implantação de Unidades de Conservação em duas áreas situadas na margem direita do rio Xingu, permitindo a formação de um bloco contínuo de florestas. Com uma área aproximada de 1 milhão de hectares, próximo às terras indígenas, a área preservada equivale a quase duas vezes o território do Distrito Federal."

Indígenas  que irão ser afetados pelo projeto do Belo Monte interrompem obras e querem que o empreendimento seja paralisado

Desde a última quinta-feira (21/6), índios Xikrin, Juruna e Arara ocupam o sítio Pimental, 50 km distante do local de construção da hidrelétrica de Belo Monte. Querem que a obra pare até que condicionantes como a não invasão de Terras Indígenas, implantação de sistemas de água e outras sejam cumpridas.

Outros movimentos foram feitos, como o I Encontro dos Povos Indígenas; que reuniu três mil pessoas, sendo que 650 eram índios. A manifestação pretendia acabar com as decisões tomadas sem a participação dos índios.

 

Este projeto ira seguir? Há possibiliddes de fracasso durante/após a obra?

Segundo uma pesquisa feita: "Exemplos infelizes como a construção das usinas hidrelétricas de Tucuruí (PA) e Balbina (AM), as últimas construídas na Amazônia, nas décadas de 1970 e 1980, estão aí de prova. Desalojaram comunidades, inundaram enormes extensões de terra e destruíram a fauna e flora daquelas regiões. Balbina, a 146 quilômetros de Manaus, significou a inundação da reserva indígena Waimiri-Atroari, mortandade de peixes, escassez de alimentos e fome para as populações locais."

Mais informações:

http://www.socioambiental.org/esp/bm/noticias.asp